Diocese de Votuporanga


Paróquia Senhor Bom Jesus

Paulo de Faria

->Facebook link


Pároco:
Jair de Marchi

História da Paróquia Senhor Bom Jesus:

Por volta do ano de 1888, havia um povoado conhecido por Benelli, proprietário das terras. Os padres jesuítas Guilherme, Luiz Ludovico, estavam em missão evangelizadora em Minas Gerais; atravessaram o Rio Grande de canoa para iniciar um trabalho e permanecer desse lado paulista dnado assistência religiosa para o lado ainda não desbravado.
Em 28 de setembro de 1911, o casal Peregrino Benelli e sua esposa Antônia Correia da Silva doaram 30 alqueires ao Senhor Bom Jesus. Passando assim chamar, Freguesia do Senhor Bom Jesus.
Foi construído um Cruzeiro da madeira aroeira e colocado onde hoje se encontra a imagem do Sagrado Coração de Jesus, próximo a atual Matriz. Esse marco histórico foi celebrado com orações e rezas cantadas.
A primeira capela dedicada ao Senhor Bom Jesus foi erguida de pau-a-pique e chão de terra batida, ficava onde hoje é a Rua Senhor Bom Jesus com a Avenida Othenevil Luiz Arantes.
Em 1917 a Freguesia passou a ser Arraial dos Patos.
Em 21 de outubro de 1942 foi criado o Foro da Vila, uma das incumbências foi a Primeira Comissão Canônica composta por Dr. Alípio de Azeredo- Presidente, João Bernardes da Silva- Vice-Presidente e José Correia Primo- Tesoureiro.A comissão foi responsável pela construção da primeira igreja de tijolos, situada onde hoje é a Rua Bom Jesus com a porta virada para o norte. Também, essa comissão foi responsável pela divisão e separação da Paróquia de Senhor Bom Jesus, de Guaraci-SP, das Capelas de Santa Terezinha do Menino Jesus, da Vila Toledo, hoje Orindiúva e a de Santo Antônio do Viadinho do Porto, hoje Riolândia. Foi criada a Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Patos, vigário Padre Ziegenans.
Houve um acidente após uma tempestade em 1940, a torre da Igreja caiu. As celebrações continuaram por seis anos.
Foi construída no começo da década de 40 do século XX a Capela de Nossa Senhora da Conceição Aparecida por Vicente Luiz da Costa, a pedido de sua filha Omeziria. Padre Ziegenans celebrou a primeira missa como pároco em 12 de janeiro de 1936.
Organizou e introduziu no ensino primário os ensinamentos da fé católica, celebrava no período noturno, não havia iluminação no Arraial, introduziu a imprensa com o Jornal Paroquial de Jaboticabal, organizou o primeiro Apostolado de Oração. Morava numa casa alugada da família de Adolpho Miguel Torrano.Mudou-se para primeira Casa Paroquial em 17 de agosto de 1936. Ficou até 1938.
Em janeiro de 1939 assumiu a Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Patos, o padre Manuel do Valle Oliveira. Enfrentou grandes dificuldades materiais, conseguiu comprar o primeiro harmônico, criou a Congregação Pia União das Filhas de Maria. Permanecendo até 10 de janeiro de 1940.
Em 27 de fevereiro de 1943 assumiu o padre Álvaro a Paróquia do Senhor Bom Jesus de Paulo de Faria. O município se tornara autônomo. Com a demolição da Matriz no dia 31 de março de 1946 a Celebração Eucarística foi na Capela de Nossa Senhora da Conceição Aparecida.
Padre Álvaro nomeou uma comissão para a construção da nova Igreja Matriz composta por: Clarismino Luiz Pereira-Presidente, Dr. Luiz Antônio Penteado de Castro-Presidente Efetivo, José Correia Primo-Tesoureiro, Antônio Aziz-Secretário, Conselheiros: Almiro Luiz da Costa, Custodio Ribeiro de Castro, José Bernardes da Silva e Djalma Castanheira; Construtor e mestre de obras ficou a cargo de Teodozio Moriscalchi.
A construção começou em 25 de junho de 1944 e o término em 21 de junho de 1946 com Bênção Solene e inauguração da Igreja Matriz Senhor Bom Jesus de Paulo de Faria.